Uma crônica ordinária

Quando eu era mais nova, antes desses tratamentos, remédios e ida ao psiquiatra, eu tinha toda essa sede de vida. Eu costumava abocanhar o mundo com unhas e dentes, o que eventualmente me levou à loucura. Não que eu esteja reclamando; oh, não – estou simplesmente tentando criar uma explicação para mim mesma sobre mim … Continue lendo Uma crônica ordinária

Anúncios

A (não tão) louca razão de minha gaiola

Tenho que admitir que tenho alguns sérios bloqueios emocionais. Talvez isso se deva a alguns traumas específicos. Não consigo me abrir facilmente, mas amo com extrema dedicação e sem hesitar. Isso torna tudo muito difícil, já que não posso me expor enquanto um sentimento é nutrido dentro do seio. Perdi a confiança ao longo de … Continue lendo A (não tão) louca razão de minha gaiola

Um dia…

Eu me olhava no espelho enquanto ouvia o tic-tac do relógio tomar aquela sala aonde eu estava. Era outono, o que fazia o clima estar da maneira como eu gostava: um frio gostoso, mas com alguns raios de sol iluminando a sala. Observava-me no reflexo do espelho, a expressão confusa a frente era minha; os … Continue lendo Um dia…

Ele.

Ele a deixou por um futuro melhor. Estava prestes a ganhar o mundo, mas precisava estar sozinho com a atenção voltada ao sucesso que ele poderia ter. E ela chorou, imaginou como seria a vida dele sem ela, perguntando-se se ela havia feito algo para ter de sofrer com isso. Eles se amavam, afinal. Mas … Continue lendo Ele.